Todo dia faz sol, e mesmo que ele não apareça esse velho companheiro está presente ao nosso lado, uns não são muito fã, outros já o amam, mas gostando ou não é necessário que haja uma proteção em qualquer estação do ano.

Todo brasileiro que se prese sempre sai de casa em algum momento. Seja para ir até a padaria, para dar aquela famosa caminha pela manhã o fato é que grande parte da população brasileira realiza mais atividades ao ar livre, aumentando significativamente o tempo de exposição ao sol. A proteção solar adequada é uma grande aliada para manter a pele saudável, mesmo durante os dias mais quentes ou mais frios do ano. É aí que a coisa aperta, na hora de sair de casa sempre surge aquela dúvida sobre o protetor, não tema, pois, vamos esclarecer os mitos e as verdades de usar o protetor de maneira mais eficaz.

Não preciso utilizar proteção solar em dias nublados – Mito

Mais de 80% da radiação ultravioleta atravessa as nuvens, portanto é necessário utilizar protetor solar mesmo em dias nublados, para proteger especialmente da radiação ultravioleta A (UVA) que penetra mais profundamente na pele, causando o foto envelhecimento. O mercado brasileiro oferece protetores que são feitos para serem utilizados no dia a dia, com garantia de proteção e textura mais confortável. Esses benefícios podem ser obtidos, por exemplo, com o Uvinul A Plus, desenvolvido pela BASF e que oferece alta proteção UVA.

  1. O protetor solar é importante para manter a pele hidratada durante o dia (Foto: Acervo digital)

    As versões em gel e loção oferecem a mesma proteção que os cremes – Verdade

Independentemente da versão, os protetores solares são submetidos a testes para comprovar sua propriedade de atenuar as radiações UVA e UVB. No entanto, os consumidores usam quantidades menores que as recomendadas, o que acaba gerando diferentes níveis de proteção. Utilizados da forma correta, os géis ou cremes proporcionam o mesmo nível de proteção e cabe ao usuário escolher a forma que prefere para se proteger.

  1. O protetor solar sempre deixa a pele oleosa – Mito

Atualmente já podemos encontrar no mercado diversas opções de protetores com formulações mais leves, com sensoriais secos e sem brilho residual na pele. A BASF, inclusive, lançou recentemente um novo filtro UV de amplo espectro que está em sintonia com a demanda por protetores solares que tenham toque seco.

  1. Não preciso utilizar protetor solar após as 16h – Mito

Embora a possibilidade de queimadura solar seja menor, enquanto houver sol os danos continuam a ocorrer pois o envelhecimento e o câncer de pele são cumulativos.

  1. É necessário esperar 30 minutos para o protetor fazer efeito – Mito

Os protetores começam a promover seu efeito imediatamente após a adequada aplicação, ou seja, assim que

Com a pele protegida, agora é só curtir o dia (Foto: Acervo digital)

espalhado sobre a pele e estiver seco, forma-se um filme que começa a proteger a pele.