Por três meses, vou viajar por esse país tão perto e tão longe da nossa realidade. Saiba desde já: está sendo uma excelente escolha!

 

Por Thais Fernandes

 

“Por que a África do Sul?” Esqueça a lista de explicações quando você escolher esse destino, como eu escolhi. Por três meses, vou viajar e estudar inglês por esse país tão perto e tão longe da nossa realidade brasileira. Deixe-me dizer quais as minhas primeiras impressões sobre esse lugar, mas lembre-se: nada vai ser igual ao sentimento de já estar aqui.

Depois de trocar de voo em Joanesburgo, pousar em Cape Town – a nossa querida Cidade do Cabo – traz outra sensação. Apesar de ter chegado em um início de tarde de outono, o clima já estava mais quente, a luz mais amarela. A recepção do meu conterrâneo na Agência Planeta África tranquilizou e me trouxe mais informações sobre o que estaria por vir. E um a um, eu entendi melhor os motivos para querer estar em terras sul africanas:

 

1- A exuberância da Table Montain

Nenhum cansaço pode ser maior do que a euforia ao avistar a Table Montain e suas companheiras Devil’s Peak e Lion’s Head. Com certeza, um dos grandes motivos da África do Sul ser minha primeira opção para essa viagem foi por causa da Table Montain! Imagine chegar e ter a dimensão de que essa imponente gigante, certamente mais famosa entre este conjunto de montanhas, é cercada por mais duas. É justamente uma após a outra que faz cair o queixo de quem chega pela rodovia e segue para o centro da cidade.

IMG_3858

Vista de um dos mirantes da cidade

 

2- Sol aconchegante no verão, possibilidade de neve no inverno

Nosso Brasil é tão grande que eu tenho certeza de que você já vai ter conhecido alguns dos climas que Cape Town guarda. Estar aqui em maio é encantador e provavelmente a frase mais frequente sobre o clima é “the winter is comming…”. É, o inverno chega de mansinho e, segundo nosso grande guia da Planeta África, prepare-se porque em alguns anos o topo das montanhas chega a ficar com neve, em meados de julho! *-*

 

3- A natureza – em qualquer lugar que você olhe

No caminho até o bairro de Sea Point, onde fica a aconchegante escola LAL, tome fôlego. Eu escolhi a África do Sul porque queria que me faltassem palavras e até o ar de 5 em 5 minutos, cada vez que uma nova paisagem surgisse. Tenha sua câmera à mão, mas não se esqueça de olhar sem a lente na frente. Acredite, é diferente! As cores, a forma das montanhas. Seus olhos são as máquinas mais treinadas para delinear e se deliciar com a paisagem de Cidade do Cabo.

 

4- Enjoy with your Family!

Ok, você chegou a Sea Point. Que tal dezenas de famílias passeando com tranquilidade pela orla com seus pets? Ou garotos e garotas jogando futebol e outros esportes? Casais passeando a pé e várias pessoas andando de skate ou patins? É, além de montanhas ao seu redor, um exuberante calçadão parece um bom motivo para querer viver um tempo por aqui.

20170521_171257 EDI

 

 

5- O pôr-do-sol mais… mais… indescritível

Por favor, espere até que seja por volta de 17h30… Mantenha-se próximo a praia. Essa é uma resposta exuberante para a nossa grande pergunta. Não responda quando quiserem saber ‘por que a África?’, apenas tente mostrar este pôr-do-sol.

 

20170520_172407

20170520_172619

 

Sábado, dia 20 de maio em Sea Point

 

20170522_171108

 

IMG_3943

Ou, quem sabe estes em Camps Bay

 

6- História em movimento

Eu preciso dizer que estar na terra de Nelson Mandela é realmente emocionante. Se você não conhece a história de luta e liberdade dele, eu tenho alguns textos e vídeos para te indicar. Não importa como, apenas procure saber – já diria Caetano.

A sua biografia e um pouquinho sobre a luta antiapartheid, para ler: https://educacao.uol.com.br/biografias/nelson-mandela.htm

Para assistir: http://exame.abril.com.br/mundo/10-filmes-para-conhecer-nelson-mandela/

 

7- Diferenças culturais

A diversidade é um fato aqui. Como é no Brasil. Mas, claro, a distribuição de toda essa variedade de culturas e pessoas não é o que nós gostaríamos que fosse. A vida não é perfeita, as pessoas tão pouco. Mas, ainda assim, vale a pena ver como outro país se organiza. Nós somos tão parecidos e ao mesmo tempo tão diferentes.

 

IMG_3774 EDIT

 

8- Voar em Cape Town

Olhe pro céu. Se você está entre alguma das montanhas e o bairro de Sea Point, é paraglider na certa! Que voo mais lindo. E o pouso naquele pôr-do-sol ali de cima? Apenas imagine! Ainda não tive essa sensação, mas está na wish list entre muitos outros esportes radicais na cidade e arredores.

 

9- Metrópole africana

Uma cidade litorânea… clima agradável (leia-se está frio agora, mas você vai ficar bem, juro). Montanhas e esportes de aventura. O que mais você procuraria? PRESENTES! Sim, a família cobra. Os amigos querem. Os conhecidos surgem. E desde artes vendidas nas ruas e praças até enormes shoppings, você terá opções. Pegue a calculadora e faça muitas contas primeiro: a moeda local é o Rand, mas é sempre preciso checar a valorização dela e do real frente ao dólar. Chame os amigos de exatas!

 

10- The Mother City

Uma das expressões mais bonitas que ouvi por aqui foi que Cape Town é a ‘South African Mother City’. Uma cidade tão grande e ainda assim aconchegante, com alguns dos mais importantes e antigos pontos da África, realmente merece esse carinhoso apelido. E com certeza, merece que você a escolha para uma viagem, um curso, uma vida. <3

IMG_3749

 

Para acompanhar em tempo real, siga o Diário de Bordo no Facebook e no Instagram.

Conheça também as mídias da Planeta África: Facebook e Instagram.

E da LAL School, em Cape Town: Facebook e Instagram.