Mostra apresenta obras exclusivas e numeradas de designers brasileiros como Zanini de Zanine e Carol Gay

 

A utilização do vidro em mobiliário é uma arte delicada e de difícil execução. A fluidez e a diversidade dessa matéria-prima aplicada em peças de design conceitual é tema da exposição da Glass 11 na Galeria Nicoli, em cartaz de 17 de fevereiro até 14 de março.

 

Entre os designers que expõem na mostra estão 80e8 Design, Andrea Macruz, Carol Gay, Outra Oficina, Paulo Goldstein e Tiago Curioni, que fazem parte da equipe fixa da galeria, além dos designers da Glass 11: Zanini de Zanine, Leo Di Caprio e Rodrigo Ohtake. As peças são exclusivas e numeradas, direcionadas aos colecionistas e amantes do design arte.

 

“A Galeria Nicoli conta com um grupo de designers brasileiros contemporâneos e nasceu com o objetivo de estimular e divulgar a produção de talentos consagrados e em amadurecimento. Além disso, queremos facilitar o acesso ao design exclusivo”, explica Carla Nicoli Pilão, proprietária da galeria.

 

Todas as obras apresentadas passaram pelo crivo de Carla, Bruno Simões, curador de design da Nicoli, e Matheus Primo, da Glass 11. Em conjunto, os profissionais definiram quais objetos traduzem de forma mais precisa o objetivo dessa parceria: fomentar a produção do design conceitual brasileiro, reforçar a visão do design como arte e aproximar o público de projetos artísticos em vidro.

 

“O vidro é um material pouco explorado no Brasil em termos de design. A nossa ideia é mostrar para as pessoas que existem mobiliários desse material, assim como existem móveis de madeira. Queremos mostrar esse potencial, elevar o material nas mãos dessa gente bacana, e a Galeria Nicoli abraçou esse projeto”, declara Matheus Primo, da Glass 11.

 

Sobre as obras

 

Poltrona HumZanini de Zanine

“A poltrona Hum nasceu do conceito da simplicidade, usando a geometria aplicada em formas. A inspiração veio do cotidiano, caixas e engradados de fruta utilizados na feira livre”. Zanini de Zanine

Mesa Brigadeiro – Carol Gay

“A inspiração da coleção surgiu da pesquisa de doces tipicamente brasileiros. O doce desperta emoções, é repleto de sensações e significados. O doce escolhido foi o brigadeiro. O granulado foi usado como base para o formato dos desenhos entre vidros. A forma foi estilizada para o formato de um retângulo. Cada peça da coleção terá sua própria composição o que garante o caráter único de cada móvel”. Carol Gay